Loading...

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Socialismo X Comunismo / Socialismo X Capitalismo

Alunos 3º ano Ensino Médio, para estudo no mês de maio 2013. Identifiquei aqui neste blog os sites que foram estudados para trabalhar com os alunos, tem finalidade puramente pedagógica.
Durante as aulas desenvolveremos atividades com estes textos de apoio e o caderno do aluno da SEE-SP. Não existe finalidade lucrativa com este trabalho somente enriquecer o conhecimento dos meus alunos. Att, Prof. Dalva.
 Boa leitura
Professora Dalva de O.S.da Costa
Socialismo e Comunismo, existem diferenças?
Desde o surgimento do comunismo, ideologia criada após a Revolução Russa, as palavras “socialismo” e “comunismo” passaram a ser usadas como sinônimos por todo o século XX. Na verdade, embora ambas as teorias caminhem para o mesmo objetivo, existem certas diferenças conceituais entre as duas palavras. Em síntese, podemos dizer que o socialismo é uma etapa de transição do capitalismo para o comunismo.
 Socialismo é um conjunto de doutrinas que tem por fim a socialização dos meios de produção. Partindo do pressuposto de que os problemas sociais derivam das desigualdades entre os indivíduos, o sistema visa à extinção da propriedade privada. O governo investiria no cidadão desde seu nascimento, no entanto, ficaria como se fosse o “dono” daquele indivíduo, que seria obrigado a seguir regras rígidas e a trabalhar para todos na medida de suas possibilidades.
Nesse sentido, ainda existe a necessidade de existência do Estado para coordenar a socialização dos meios de produção e defender os interesses dos trabalhadores contra a volta do sistema capitalista.
 Comunismo é um sistema de governo onde não existem classes sociais, propriedade privada e, o mais importante, não existe a figura do Estado; essa é a diferença. Em outras palavras, o socialismo é uma etapa de transição anterior ao comunismo que visa o desaparecimento do capitalismo. No comunismo, não há a necessidade de existência de um Estado em virtude do fato de que todas as decisões políticas são tomadas pela democracia operária.
Ao contrário do que muitos pensam, a etapa do comunismo nunca foi atingida por nenhum país, uma vez que não houve nenhuma sociedade onde se registrou a ausência de um Estado.
Por Tiago Dantas

-------------------------------------------------

O que é capitalismo e socialismo

Confira um resumo sobre a diferença entre o capitalismo e o socialismo suas características e a importância desse sistema na sociedade.
O capitalismo e o socialismo são dois tipos diferentes de sistema político-econômico, sendo que antes da queda da União Soviética, havia o mundo bipolar que contava com duas potências mundiais, em que uma, a União Soviética representava a ideologia do socialismo, e a outra, Estado Unidos representava o capitalismo, ambos apoiados por outros países que se identificavam com os sistemas. O capitalismo tem como principal intuito acumular capital a partir do lucro.
Já o socialismo tem base voltada para a socialização dos meios de produção, isto é, o bem comum presente na vida de todos e extinção da sociedade dividida em classes. Com estas definições básicas de cada sistema político-econômico apresentados, veja logo abaixo o resumo de algumas diferenças entre o capitalismo e o socialismo:

Resumo do Capitalismo

O capitalismo é um sistema em que os meios de produção pertencem a uma propriedade privada no qual um único sistema define a maioria, o controle de produção, propaganda e venda do produto está em poder dos donos do sistema. O estabelecimento do domínio parcial ou total de todos os meios de produção, independente do seguimento são produzidos por iniciativa particular no sistema capitalista. O objetivo do capitalismo é acumular capital (lucro) proveniente do trabalho do proletariado.
O sitema também tem como característica a divisão da sociedade em classes sociais, de um lado encontra-se uma minoria, são os verdadeiros “capitalistas” e de outro lado os trabalhadores que vendem seu trabalho em troca de um salário, na maioria das vezes, mensal.

Resumo do Socialismo

O socialismo se baseia no desejo de justiça e de liberdade, de forma inclusiva. No sistema socialista o controle é realizado pelo estado administrando e distribuindo bens e é caracterizado pela igualdade para todos os cidadãos. Muitos socialistas criticam o capitalismo, pois concentram injustamente a riqueza e o poder nas mãos de poucos que controlam a sociedade. Os socialistas defendem a ideia da nacionalização completa dos meios de produção, ou seja, distribuição e troca juntamente com o controle estatal do capital com uma economia de mercado.
O socialismo é ainda adotado por alguns países, como Cuba, o qual levando em consideração a sua prática, o país se torna fechado e o povo não possui direito a democracia, e diferentemente do que se esperava, os cidadãos não possuem qualidade de vida e nem dignidade. Desta forma, com o socialismo quem mais se beneficia é o governo e sua cúpula.
O capitalismo e o socialismo se referem a conceitos opostos, contudo, em uma análise mais detalhada é possível constatar e considerá-los complementares, mesmo com suas grandes diferenças, já que o capitalismo está associado ao liberalismo, conta com uma justiça mais rígida e que enfatiza a igualdade independente do merecimento individual. Por este motivo, é comum encontrar defensores de conceitos socialistas e defensores de conceitos capitalistas na mesma sociedade.
Para saber mais sobre capitalismo e socialismo confira o vídeo do YouTube: Qual a diferença entre Socialismo e Capitalismo?

--------------------------------------
Professora Dalva de O.S. Costa - História
Principais diferenças entre o Capitalismo e o Socialismo

- Capitalismo: liberdade econômica (livre concorrência) com pouca intervenção do governo na economia.
- Socialismo: falta de liberdade econômica com grande intervenção do governo na economia.
- Capitalismo: salários dos trabalhadores definidos pelo mercado.
- Socialismo: salários controlados e definidos pelo governo.
- Capitalismo: preços dos produtos são definidos pela lei da oferta e procura.
- Socialismo: preços controlados pelo governo.
- Capitalismo: investimentos nos setores da economia feitos pelo Estado e também pela iniciativa privada.
- Socialismo: investimentos feitos apenas pelo Estado.
- Capitalismo: existência de desigualdades sociais, principalmente nos países em desenvolvimento.
- Socialismo: baixa desigualdade social.
- Capitalismo: existência de classes sociais, definidas, principalmente, pela condição econômica das pessoas.
- Socialismo: inexistência de classes sociais.
- Capitalismo: meios de produção (fábricas, fazendas) e bancos nas mãos de particulares (propriedade privada).
- Socialismo: fábricas, fazendas, bancos controlados pelo governo.
- Capitalismo: valorização e existência do lucro nos negócios, que ficam para o(s) proprietário(s).
- Socialismo: a renda derivada da produção é socializada entre os trabalhadores.
- Capitalismo: existência de pobreza e miséria em grande parte dos países.
- Socialismo: o governo garante o necessário (educação, saúde, alimentação) para a sobrevivência das famílias. Baixíssimo índice de pobreza.
- Capitalismo: sistemas de educação e saúde público e privado.
- Socialismo: sistema de educação e saúde público.
Observação: as características apontadas são baseadas nas experiências dos países que aplicaram na prática o capitalismo e o socialismo. Foram considerados aspectos econômicos e sociais na comparação.
                    http://www.suapesquisa.com/capitalismo/capitalismo_socialismo.htm
  

                                  ----------------------------

Conflitos

Quais as diferenças entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial?

Bruna Nicolielo - Pergunta enviada por Eva Jacopetti, São Paulo, TRINCHEIRAS Recurso usado nos confrontos da Primeira Guerra e depois abolido
Mais sobre História
Reportagem
Na dúvida?
A Segunda Guerra Mundial (1939-1945) tem sido apresentada como uma espécie de continuação da Primeira Grande Guerra (1914-1918). Alega-se que o Tratado de Versalhes, que impôs uma situação de humilhação à Alemanha derrotada, seja o germe do segundo conflito.
No entanto, é preciso considerar que as duas guerras foram muito diferentes. Ambas tiveram a Europa como ponto de partida, porém, enquanto a Primeira se desenvolveu quase todo o tempo nesse continente, a Segunda teve a Ásia, a Oceania, a África e até a América como protagonistas. O Brasil, por exemplo, teve navios afundados por alemães e chegou a enviar tropas para combater os nazistas.
A Primeira foi o último grande conflito que se desenvolveu em campos de batalha. Ela ficou famosa pelos confrontos de trincheiras, nas quais os generais exortavam os jovens a se matarem mutuamente. Já na Segunda, a guerra chegou com toda a intensidade até os civis. Milhões de russos perderam a vida no cerco de Leningrado, Stalingrado e Moscou e em outras cidades soviéticas. Milhares de ingleses, japoneses e alemães também morreram por ocasião dos bombardeios adversários.
A Segunda Guerra foi, ainda, um conflito de ideologias. O fascismo italiano, o nazismo alemão e o comunismo da União Soviética apresentavam-se, na ocasião, como alternativas às democracias dos Estados Unidos, da França e da Inglaterra. Também marcou pelo procedimento adotado pelos nazistas: eles confinaram e executaram milhões de civis inocentes, entre eles judeus, ciganos e homossexuais. O fim do conflito provocou, de certa forma, a Guerra Fria, que nunca eclodiu.
Consultoria Jaime Pinsky, historiador, professor e autor de livros paradidáticos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário